Xinhua – Diario de Pernambuco

A maior agência de notícias da China e um dos principais canais para conhecer o país

Xi pronuncia discurso por vídeo à 6ª Cúpula da CELAC e pede construção da comunidade de futuro compartilhado China-América Latina

Beijing – A 6ª Cúpula dos Chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC) foi realizada neste sábado na Cidade do México. A convite do México, a presidência rotativa da CELAC, o presidente chinês, Xi Jinping, pronunciou à cúpula um discurso por vídeo.

Xi indicou que há 10 anos a CELAC nasceu em meio aos esforços dos países da América Latina e Caribe (ALC) em buscar a independência e o fortalecimento em unidade, que foi um marco no processo da integração regional. Nos últimos 10 anos, a CELAC desempenhou um importante papel na proteção da paz e estabilidade e na promoção do desenvolvimento comum da região.

Xi disse que a China dá grande importância ao desenvolvimento das relações com a CELAC, e apoia a CELAC na coordenação com os países da região para desenvolver a cooperação e lidar com os desafios.

“Em julho de 2014, os líderes dos países regionais e eu declaramos juntos o estabelecimento do Fórum China-CELAC, abrindo assim um novo caminho para a cooperação abrangente entre a China e a América Latina”, disse Xi.

Ele acrescentou que ao longo destes últimos sete anos, o fórum cresceu e se tornou uma importante plataforma para unir as forças amistosas de todos os setores sociais da China e América Latina, e deu importantes contribuições ao aprofundamento dos laços China-América Latina.

Xi sublinhou que tendo superado a prova das mudanças na situação internacional, os laços entre a China e a América Latina entraram em uma nova era caracterizada pela igualdade, benefício mútuo, inovação, abertura e bem-estar para os povos.

“A amizade entre a China e a América Latina foi consagrada pelo tempo e está profundamente arraigada nos corações de seus povos”, disse Xi.

Xi indicou que a partir do ano passado, diante do inesperado surto da COVID-19, a China e a América Latina ajudaram-se e conduziram uma cooperação antiepidêmica em todos os aspectos.

“A China continuará oferecendo apoio aos países latino-americanos e caribenhos dentro de sua capacidade, para ajudar os países na região a superar a pandemia o mais breve possível e recuperar o desenvolvimento econômico e social”, afirmou Xi, acrescentando que a China está disposta a trabalhar com os países latino-americanos e caribenhos para superar conjuntamente as dificuldades, criar juntos oportunidades e construir uma comunidade de futuro compartilhado entre a China e a América Latina.

Agência Xinhua

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo