Xinhua – Diario de Pernambuco

A maior agência de notícias da China e um dos principais canais para conhecer o país

(COP15) China garante que residentes locais se beneficiem dos parques nacionais

Kunming, 14 out (Xinhua) — A China garantiu que os moradores e comunidades locais se beneficiem da construção de parques nacionais para conservar seus ecossistemas, anunciou o Ministério da Ecologia e do Meio Ambiente nesta quarta-feira.

“Particularmente, ao integrar os esforços de promover progresso ecológico com o empenho de erradicação da pobreza, mantivemos nossa biodiversidade intacta, impulsionamos o desenvolvimento das comunidades locais e ajudamos os moradores locais a aumentar sua renda e eliminar a pobreza”, disse o vice-ministro da Ecologia e do Meio Ambiente Zhao Yingmin em uma coletiva de imprensa durante a atual 15ª reunião da Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica (COP15) na cidade de Kunming, na Província de Yunnan, sudoeste da China.

A China promulgou um regulamento para permitir que a população local opere negócios ecológicos e para priorizar os residentes locais no recrutamento de guardas-florestais e outros empregos relacionados, disse.

Ao citar um exemplo de resultado ganha-ganha entre a construção de parques nacionais e o desenvolvimento local, Zhao disse que, no Parque Nacional de Sanjiangyuan, que se destina à conservação ecológica do Planalto Qinghai-Tibet, 17.211 pastores locais receberam empregos como guardas, com uma renda anual por família aumentando em média 21.600 yuans (US$ 3.343).

Em outro exemplo, 21 famílias que vivem em um vale do Parque ganharam 460 mil yuans ao receber visitantes em um evento de quatro dias de experiência na natureza em 2018, acrescentou Zhao.

A China anunciou a designação oficial do primeiro grupo de parques nacionais na terça-feira na COP15, uma medida para melhorar ainda mais o sistema de parques nacionais em meio aos esforços do país na conservação da natureza.

Agência Xinhua

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo