Xinhua – Diario de Pernambuco

A maior agência de notícias da China e um dos principais canais para conhecer o país

Primeiro-ministro chinês pede integração econômica do Leste Asiático

Beijing — O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, pediu nesta quarta-feira o avanço na integração econômica regional da Ásia Oriental e a resposta conjunta aos desafios nas frentes de saúde pública, energia, alimentos e finanças para promover o desenvolvimento.

Li fez as observações em Beijing ao discursar na 24ª Cúpula da ASEAN Mais a China, Japão e República da Coreia (10+3) por videoconferência.

“Precisamos aproveitar ao máximo os mecanismos maduros de cooperação e a rica experiência em resposta a crises, … para impulsionar uma recuperação completa e equilibrada da Ásia Oriental e salvaguardar a prosperidade e a estabilidade de longa data na região”, para uma Ásia Oriental mais aberta e mais inclusiva que desfrute de um desenvolvimento sustentável, disse Li.

Li apresentou uma proposta de seis pontos, incluindo melhorar a governança de saúde pública, aprofundar a integração econômica regional, fortalecer a cooperação industrial, promover a economia digital, estimular a cooperação financeira e promover o crescimento verde e sustentável do Leste Asiático.

Como resultado de referência para a cooperação da Ásia Oriental, a Parceria Econômica Abrangente Regional (RCEP, na sigla em inglês) logo atingirá o limiar de vigência, disse Li.

“Precisamos acelerar o trabalho para que o acordo entre em vigor o mais breve possível, e continuar a avançar no livre comércio e buscar uma integração de alto nível”, disse ele, acrescentando que a China sediará programas de capacitação, como treinamento de pessoal e compartilhamento de experiência sobre a implementação da RCEP.

Em termos de governança da saúde pública, Li pediu a aceleração da construção da Reserva 10+3 de Suprimentos Médicos para Emergências de Saúde Pública, visando melhorar a capacidade da região em resposta epidêmica.

A China sediará um fórum 10+3 para cooperação sobre cadeias industriais e de suprimentos, disse Li sobre a cooperação industrial da Ásia Oriental.

A China apoia a ampliação do Quadro de Arranjos do Corredor de Viagem da ASEAN para todos os países 10+3 e um melhor aproveitamento das “vias rápidas” e “canais expressos” existentes, assinalou.

Sobre a economia digital, Li disse que a China sediará o Fórum de Jovens Cientistas 10+3 e outras atividades para ajudar os países regionais a reduzir a disparidade digital, e intensificará o intercâmbio com todas as partes sobre administração do ciberespaço, governança digital e segurança cibernética.

Li também pediu um maior apoio e insumo para a Reserva de Arroz Emergencial ASEAN Mais Três para proteger melhor a segurança alimentar regional.

Os líderes presentes na reunião concordaram que o mecanismo de cooperação 10+3 tem desempenhado um papel importante no enfrentamento a crises e na promoção do desenvolvimento regional da Ásia Oriental.

Como o próximo ano marcará o 25º aniversário da cooperação 10+3, mais esforços são necessários para a construção de uma comunidade do Leste Asiático e para promover o crescimento e a prosperidade comuns na região e no resto do mundo, de acordo com eles.

Uma declaração sobre a cooperação em saúde mental de adolescentes e crianças foi adotada na cúpula.

Agência Xinhua

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo