Xinhua – Diario de Pernambuco

A maior agência de notícias da China e um dos principais canais para conhecer o país

China e Sudão prometem proteção conjunta dos direitos legítimos dos países em desenvolvimento

O embaixador chinês no Sudão, Ma Xinmin (4º E, frente) e funcionários sudaneses posam para uma foto de grupo ao receber as vacinas chinesas no Aeroporto Internacional de Cartum, em Cartum, no Sudão, em 26 de março de 2021. (Xinhua/Ma Yichong)

Beijing, 10 mai (China) — A China e o Sudão concordaram em aprofundar sua cooperação em vários campos e trabalhar em conjunto para salvaguardar os interesses legítimos um do outro e os direitos legítimos dos países em desenvolvimento.

Em uma conversa telefônica no sábado entre o conselheiro de Estado e ministro das Relações Exteriores chinês, Wang Yi, e sua homóloga sudanesa, Mariam Al-Sadiq Al-Mahdi, Mariam agradeceu à China por seu forte apoio na luta do Sudão contra a COVID-19, dizendo que os dois países compartilham uma longa amizade e um relacionamento baseado no respeito mútuo, e que a China desempenhou um grande papel e fez contribuições importantes para o desenvolvimento econômico e social do Sudão.

O Sudão espera fortalecer a coordenação estratégica com a China, expandir continuamente a cooperação bilateral em áreas como economia, cultura, educação e esportes, aprofundar a cooperação em infraestrutura sob a Iniciativa do Cinturão e Rota e impulsionar para um maior desenvolvimento das relações bilaterais, observou ela.

A ministra das Relações Exteriores sudanesa também esclareceu a posição do Sudão sobre a questão da Grande Represa de Renascimento Etíope (GERD, em inglês) e informou a Wang sobre a próxima conferência internacional de apoio à transição do Sudão, que será realizada em Paris.

Wang parabenizou Mariam por sua posse como ministra das Relações Exteriores.

Atualmente, a transição política no Sudão está progredindo constantemente e os obstáculos externos ao desenvolvimento estão sendo removidos de maneira gradual, disse Wang.

De acordo com ele, a China sempre considerou e desenvolveu suas relações com o Sudão de uma perspectiva de longo prazo e permanecerá comprometida com o desenvolvimento de sua parceria estratégica.

A China apoiará firmemente o povo sudanês na exploração de um caminho de desenvolvimento em linha com suas próprias condições nacionais, apoiará o Sudão em salvaguardar sua soberania nacional, independência e integridade territorial, se oporá a qualquer interferência de forças externas nos assuntos internos do país e continuará a defender os amigos sudaneses em ocasiões internacionais, acrescentou.

O ministro das Relações Exteriores chinês também apreciou o apoio inequívoco do Sudão à China em questões importantes relacionadas a Xinjiang, Hong Hong e direitos humanos.

Os dois países trabalharão juntos para salvaguardar os interesses legítimos de cada um e os direitos e interesses legítimos dos países em desenvolvimento, afirmou Wang.

Segundo ele, a China incentiva e apoia as empresas chinesas competentes a investirem e iniciarem negócios no Sudão e apoia o país na participação ativa na construção conjunta do Cinturão e Rota, a fim de abrir novas perspectivas para a cooperação bilateral.

A China enviará delegados para participar da Conferência Internacional de Apoio à Transição do Sudão a ser realizada em Paris, na França, e está pronta para continuar a ajudar e apoiar o país para derrotar totalmente a COVID-19, observou.

Em relação à questão da GERD, Wang disse que o diálogo e a consulta são a melhor escolha para encontrar uma solução, acrescentando que a China apoia os três países envolvidos na busca de uma solução mutuamente benéfica por meio de consultas amigáveis e está pronta para continuar a desempenhar um papel construtivo a esse respeito.

Suprimentos médicos são descarregados de um avião no Aeroporto Internacional de Cartum, em Cartum, no Sudão, em 26 de março de 2021. (Xinhua/Ma Yichong)

Agência Xinhua

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo